Libertarianismo, anarcocapitalismo, agorismo, utilitarismo, jusnaturalismo, capitalismo, ANCAP, minarquismo, libertário, anarcocapitalista, ciências libertárias, política, pensadores, economia, filosofia, transhumanismo
O Libertario

Venda de órgãos: colocando em cheque a hipocrisia progressista

Um dos maiores problemas que o Brasil vive atualmente na área da medicina é a falta de doadores de sangue e de órgãos, temos uma fila enorme de pessoas que necessitam de um doador, ao mesmo tempo em que o número de doadores cai com o passar do tempo. Então, qual seria a solução para esse problema? A resposta é simples, o livre-mercado de órgãos! Para doar um órgão no Brasil, existem diversos requisitos, dentre eles nós temos: – Ter identificação e registro hospitalar. – Ter a causa do coma estabelecida e conhecida. – Não apresentar hipotermia (temperatura do corpo inferior a 35ºC), hipotensão arterial ou estar sob efeitos de drogas depressoras do Sistema Nervoso Central – Passar por dois exames neurológicos que avaliem o…

Leia Mais…

Compartilhe nas redes:

DESTRUINDO DE VEZ O TAL FEMINISMO INDIVIDUALISTA DO LIBERTARIANISMO

  Antes de mais nada, a intenção desse texto não é uma contra-argumentação histórica ao feminismo, ate por que estou pouco me lixando pro que contam em sua historia dado que esta fica sujeita a narrativa do interlocutor que pode estar ausente de qualquer compromisso com a busca pela verdade, como por exemplo, o famoso caso do incêndio na fabrica de roupas onde supostas mulheres morreram queimadas pelo patrão por fazerem greve e não há nenhum dado observável ou indicio verificável de que este crime tenha acontecido a não ser no imaginário delirante feminista que o repete exaustivamente manifestando uma espécie de síndrome de Goebbels. A pesquisadora canadense Renée Coté pesquisou o assunto por décadas e nunca achou nada, a não ser algo que fosse inventado…

Leia Mais…

Compartilhe nas redes:

Não, ordoliberalismo não é liberalismo!

Criado na década de 30, o ordoliberalismo é uma escola de pensamento econômico da Alemanha que enfatiza a necessidade de o Estado assegurar a correção das supostas “imperfeições dos mercados” para permitir que estes se aproximem dos níveis de eficiência segundo o seu potencial teórico, foi a doutrina adotada pela Alemanha Ocidental após a segunda guerra mundial. Alfred Müller-Armack Muitos acham que o ordoliberalismo seria uma vertente liberal, mas, mesmo tendo esse nome, eles não são liberais, pelo menos não segundo a definição original(e não a deturpada pelos americanos), vou explicar o por quê. O ordoliberalismo surge como um meio-termo entre o capitalismo e o socialismo, ordoliberais famosos como Alfred Müller-Armack defendiam a chamada “economia social de mercado”, os 3 princípios básicos do ordoliberalismo seriam: 1-criar uma “ordem”…

Leia Mais…

Compartilhe nas redes:

Não, o islamismo não é compatível com o libertarianismo!!!

Nos dia de hoje se tornou comum vermos constantemente movimentos progressistas fazendo campanha a favor da união entre muçulmanos e ocidentais, argumentam que eles são seres humanos como nós, que seguem uma religião da paz e que são manchados por causa de uma minoria radical. Recentemente esse discurso chegou ao meio libertário também, o artigo de hoje é mostrando a incompatibilidade entre o islamismo e o libertarianismo, falarei também sobre a questão da imigração islâmica. Ps: antes que me chamem de cristão extremista, nazista ou algo do tipo, fiquem sabendo que sou ateu. Ps²: utilizarei o termo “alcorão” ao invés de “corão”, pois mesmo a palavra alcorão significando “o corão”, no português é permitido falar/escrever “o alcorão”, que por sinal é a forma mais utilizada…

Leia Mais…

Compartilhe nas redes:

Não, Nietzsche não era um relativista!!!

Muitos ignorantes em filosofia(na maioria das vezes esquerdistas) costumam classificar o filósofo Alemão Friedrich Nietzsche(1844 d.c – 1900 d.c) como um relativista devido à seguinte frase proferida por ele em sua obra “Humano, demasiado humano” “Não há fatos eternos, como não há verdades absolutas.” mas será que essas pessoas realmente souberam interpretar Nietzsche? Vamos analisar. A frase completa é a seguinte “O filósofo, porém, vê “instintos” 3 no homem atual e supõe que estejam entre os fatos inalteráveis do homem, e que possam então fornecer uma chave para a compreensão do mundo em geral: toda a teleologia se baseia no fato de se tratar o homem dos últimos quatro milênios como um ser eterno, para o qual se dirigem naturalmente todas as coisas do mundo, desde…

Leia Mais…

Compartilhe nas redes:

A Educação Brasileira: Uma Falência Ministrada Por Burocratas

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou no dia 07/12/2016 o texto principal da medida provisória que reformula o ensino médio, a MP 746/16. Foram 263 votos favoráveis, 106 contrários e 3 abstenções. A medida visa aumentar a carga horária do ensino médio de 800 horas para 1.000 horas anuais (5 horas diárias) e torna algumas disciplinas obrigatórias no currículo escolar, como matemática, português, inglês artes e educação física, deixando filosofia e sociologia como não obrigatórias. A MP também possibilitará o aluno escolher a área de formação da qual poderá se aprofundar, podendo ele optar por linguagens, ciências da natureza, ciências humanas e sociais aplicadas, matemática e formação técnica e profissional. No caso dos profissionais que poderão lecionar dentro das salas de aula, estrarão inclusos…

Leia Mais…

Compartilhe nas redes:

Introdução à filosofia utilitarista

Utilitarismo: o que é e o que não é?   Uma das doutrinas éticas com maior adesão no meio libertário é o utilitarismo, doutrina criada e desenvolvida pelos filósofos Jeremy Bentham(1748 d.c – 1832 d.c) e John Stuart Mill(1806 d.c – 1873 d.c) no século XVIII, que afirma que ações são positivas quando geram o maior número de bem-estar social possível. Muitas pessoas acabam interpretando mal essa doutrina e terminam por relativizar o bem-estar, achando que o utilitarismo está relacionado com o que a maioria quer, mas não é isso que o utilitarismo prega e você vai aprender isso nesse artigo. Jeremy Bentham cria o chamado principio da utilidade em sua obra Introduction to the Principles of Morals and Legislation(capítulo 1) e o expõe da seguinte forma “Por princípio da utilidade, entendemos o princípio…

Leia Mais…

Compartilhe nas redes:

Se você preza pelas mulheres e crianças defenda a venda de tutela

Um assunto muito polêmico discutido entre os defensores da liberdade individual é a questão da venda da tutela dos filhos. Discute-se muito se os pais devem ou não ter a liberdade de vender a guarda de seus filhos. Eu começo aqui dizendo pelo argumento ético que sim, os pais podem vender a guarda dos seus filhos, pois a guarda é propriedade deles e tudo que é propriedade pode ser vendido, muitas pessoas não entendem esse ponto e confundem vender a tutela com vender a criança, mal calma la, a criança e a tutela são 2 coisas totalmente diferentes, a criança como qualquer ser humano é dona do seu próprio corpo, logo você não pode se apropriar dela e vender, já a tutela é apenas um pedaço de…

Leia Mais…

Compartilhe nas redes:

Em defesa do armamento civil

O artigo de hoje é uma defesa ao armamento civil. Dividirei a minha análise entre o ponto de vista ético e o utilitário. ÉTICO Primeiro de tudo, a arma é uma propriedade do indivíduo. Este, por ser o dono legítimo dela, tem a total liberdade de portar a mesma e enquanto ele não agredir a vida, propriedade ou liberdade de outro indivíduo, ninguém possui o direito de usurpar dele a sua arma.  UTILITÁRIO Em nosso país vigora, desde o dia 23 de dezembro de 2003, o Estatuto do desarmamento, lei que proíbe o porte de armas por civis. De la para cá, a taxa de homicídios aumentou em 1,36%. Quando vamos analisar o número de homicídios por armas de fogo, os dados são bem mais…

Leia Mais…

Compartilhe nas redes:

A EVOLUÇÃO DE DARWIN, EU MESMO

Fui talvez o adolescente comunista mais cliché que se possa imaginar. Ia a manifestações de todo tipo, organizei-me com amigos na intenção de criar um grêmio em minha escola, participava intensamente das discussões nas aulas de Humanas, com os professores sempre muito contentes com como eu fazia sempre a interpretação cabível para os scripts de suas matérias. Isso sem contar os muito frequentes, organizados ou informais debates sobre as pautas que a esquerda tem tomado no momento para ter alguma relevância nas eleições. Acima de tudo, defendia minha imagem de pessoa preocupada com os pobres. Eu era um estatista com todo o chorume que isso implica. Para mim, não havia problema que lei não resolvesse. As contradições estavam onde o estado não havia tomado conta…

Leia Mais…

Compartilhe nas redes:
Página 1 de 812345...Última »

Vídeo da semana

Imposto é roubo

Anúncios

Contador

  • 75 posts
  • 1290 comments